Publicação da versão 3.0.1 da Escrituração Contábil Fiscal (ECF)

Foi publicada a versão 3.0.1 da ECF, com as seguintes alterações:

1 – Exclusão da regra do campo indicador de reconhecimento de receitas (regime de caixa ou regime de competência) do registro 0010.

2 – Correção do erro na importação do registro Y800.

3 – Correção do erro na recuperação de ECD com registro I157 preenchido.

4 – Correção do erro na recuperação de ECF anterior.

5 – Correção do erro na importação do registro Y600.

6 – Correção do problema para salvar o registro 0020 quando as alíquotas da CSLL utilizadas são 17% ou 20%.

Fonte: SPED

Camaleo – Novo produto da FH! – FH TV

Desafios com a TI. Quem nunca passou por isso?logo_fh_tv

Construir uma solução do zero custa tempo e dinheiro. Desenvolvido pela FH, o Camaleo oferece soluções tecnológicas personalizadas, responsivas, em curto prazo, com baixo custo e segurança.

Assista o vídeo e surpreenda-se também com o que a transformação digital pode proporcionar às empresas!

A FH é destaque no Estadão com o artigo “Nova ‘dor de cabeça’ dos contribuintes”.

A FH é destaque no Estadão com o artigo “Nova ‘dor de cabeça’ dos contribuintes”, escrito por Juarez Oliveira Mata Junior, consultor tributário da Solução Fiscal GUEPARDO da FH.

O artigo esclarece algumas dúvidas sobre a EFD-Reinf – Escrituração Fiscal Digital das Retenções e Informações da Contribuição Previdenciária Substituída,  nova obrigação SPED que será exigida do contribuinte em 2018.

Confira abaixo o artigo na íntegra!

“A mais nova “dor de cabeça” dos contribuintes tem nome – Escrituração Fiscal Digital das Retenções e Informações da Contribuição Previdenciária Substituída (EFD-Reinf). Instituída pela Instrução Normativa RFB nº 1701/2017, a EFD-Reinf surge como nova declaração a ser entregue pelo SPED, com o objetivo de complementar o e-Social, centralizando as retenções de contribuintes sem relação com o trabalho. De modo geral, em paralelo com o e-Social, serão reunidas informações hoje prestadas na DIRF, GFIP, CPRB (no EFD-Contribuições), DCTF, RAIS e CAGED. Entretanto, em um primeiro momento, algumas dessas declarações não serão imediatamente extintas, e sim entregues paralelamente.

O foco desta abordagem é demonstrar sobre os desafios na rotina dos contribuintes com esta nova declaração. Considerando as situações previstas no parágrafo 1º do artigo 2º, além do artigo 3º – observado seu parágrafo único – da mencionada Instrução Normativa, a primeira entrega do SPED EFD-Reinf deverá ocorrer no dia 20 de fevereiro de 2018, ou seja, diferente da DIRF que a entrega era anual, o SPED EFD-Reinf terá periodicidade mensal, junto com a mesma data de vencimento dos impostos retidos na fonte INSS – Instituto Nacional do Seguro Social, IRRF – Imposto de Renda Retido na Fonte e PCC – PIS/COFINS/CSLL. Logo, a periodicidade de entrega sem dúvidas já se apresenta como um dos primeiros desafios dessa nova rotina fiscal, visto a concomitância entre a entrega da declaração e o recolhimento dos impostos.

Apesar de falarmos em substituição da DIRF – Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte, que na EFD-Reinf representará somente o registro 2070 (Retenções na Fonte – IR, CSLL, COFINS, PIS/PASEP – Pagamentos Diversos), um dos grandes desafios será a entrega do Registro 2010 – Retenção Contribuição Previdenciária – Prestadores de Serviços, onde o contribuinte deverá informar todas as notas fiscais de serviços tomados mediante cessão de mão de obra ou empreitada, detalhando, quando houver, informações como CNO – Cadastro Nacional de Obras, valores utilizados como dedução da base de cálculo (materiais, custo de alimentação e fornecimento de transporte), e segregar os valores dos serviços prestados por segurados em condições especiais. Até então, parte destas informações eram solicitadas por meio de declaração somente por prefeituras, através de seus respectivos softwares, para comprovação da dedução de base de cálculo do ISS, por exemplo.

Mas, como estamos lidando com informações que estarão nas notas fiscais e estão totalmente ao alcance do contribuinte, fica a pergunta: onde estará o grande desafio da EFD-Reinf?

As informações podem ser simples, entretanto quando imaginamos contribuintes que registram mais de 20, 30 ou 40 mil notas fiscais de serviços tomados por mês e que possuem mais de 3 ou 5 mil fornecedores, essa ideia de simplicidade no processo deixa de existir. De imediato, surge o alerta para os constantes e comuns problemas que ocorrem no processo de Recebimento Fiscal de Serviços. Tais problemas podem ser, por exemplo, o registro em atraso da nota fiscal, bem como o registro no prazo contendo informações de retenções incorretas, indevidas ou não, erros no cadastro do fornecedor, análise de contratos, entre outros.

Sendo assim, quando pensamos nessas situações é possível constatar que um dos maiores desafios para entrega correta da EFD-Reinf está na forma de como será conduzido o gerenciamento do processo da área de Recebimento Fiscal, que, em grande parte das empresas, é a responsável por registrar as notas fiscais de serviços tomados, considerando todas as exigências previstas na legislação, tais como redução de base de cálculo de INSS definida em contrato, identificação dos prestadores que possuem CNO, além do processo mais comum que é efetuar ou não a retenção de INSS, IRRF e PCC, conforme legislação de cada imposto, considerando suas particularidades e fatos geradores. Tudo isso com a necessidade de estar também em conformidade com o prestador de serviços.

No processo de Recebimento Fiscal de Serviços é comum existir diferenças de entendimentos entre prestadores e tomadores de serviços quanto à realização ou não de retenção na fonte de um determinado imposto, conduzindo ambos à necessidade de além de efetuar os devidos ajustes contábeis/financeiros, efetuar também o ajuste fiscal, ou seja, informar ao Fisco – mesmo que em atraso – a ocorrência ou não desta retenção. Na EFD Reinf, para a retenção do INSS, por exemplo, a complexidade deste batimento de saldo se dará no cruzamento dos registros 2010 (tomadores) e 2020 (prestadores), uma vez que a nota fiscal deverá ser informada na EFD-Reinf do mês que a mesma foi emitida, mesmo que recebida e registrada em seus respectivos softwares em atraso.

Por isso, é de grande importância para as empresas estabelecer um alinhamento com seus prestadores antes de efetuar a contratação de serviços, pois além da concordância sobre a existência ou não da retenção, por exemplo, deverão ser observados pontos como prazo para emissão e entrega da nota fiscal (evitando atrasos e constantes retificações), se possui CNO, prestadores segurados especiais, se haverá contrato entre as partes para embasar redução de base de cálculo, sem contar sobre um possível cancelamento da nota fiscal (válido somente mediante declaração da Prefeitura) caso sejam identificadas divergências na NF. Esses aspectos quando não cuidados, atrasam não só o registro como também o pagamento da mesma, o que pode gerar nesse caso não só impasse processual como também financeiro entre as partes, em alguns casos ainda conduz a um desgaste até mesmo de imagem e parceria entre as empresas.

Outra informação relevante que deverá ser controlada pelo tomador de serviço é a existência de processos judiciais dos prestadores de serviços, que assegurem a não retenção em decisão judicial/administrativa, sendo ainda necessário o acompanhamento da validade dos mesmos.

Conforme entendimento obtido no webinar EFD-Reinf realizado pela equipe do SPED Brasil em abril de 2017, as informações detalhadas nas notas fiscais de serviços tomados pelo contribuinte, mediante cessão de mão de obra com retenção de INSS, serão declaradas somente no registro 2010 do mês de sua emissão, ou seja, ainda que essa mesma nota fiscal possua retenção de IRRF e PCC, estas informações serão prestadas no registro 2070 de acordo ao seu mês de referência, que não necessariamente será o mesmo da sua competência de emissão.

Fica evidenciado que um dos grandes desafios e foco de atuação para geração correta das informações que serão declaradas na EFD-Reinf, visando evitar constantes retificações, é o gerenciamento do processo de Recebimento Fiscal, onde as empresas sem dúvidas precisarão de uma solução fiscal qualificada para não só realizar a apuração dos impostos retidos na fonte como também efetuar uma análise antecipada destas informações e que, além disso, possibilite efetuar os ajustes fiscais, de modo geral necessários e inevitáveis, com foco na garantia do compliance contábil fiscal das informações constantes na apuração e declaradas na EFD-Reinf.”

Fonte: Estadão

fh-guepardo-fiscal-fisco-sped-ecf-ecd-efd-prazo-reinf-efdreinf-mensageria-sap-retencoes-contribuicoes-cprb-R1000-R1010-R2010-R2020-R2030-R2040-R2050-R2060-R2070-j.jpg

Solução Fiscal GUEPARDO da FH participa do Prêmio CONFEB 2017

Sempre atenta a todas as novidades do Fisco, a Solução Fiscal GUEPARDO da FH preza por oferecer aos seus clientes e parceiros o que há de mais tecnológico e otimizado no mundo tributário.
Em 2016, a FH foi eleita em três categorias entre melhores fornecedores do ano na área fiscal. E neste ano, participa do Prêmio CONFEB nas seguintes categorias:

• Melhor consultoria de implementação;
• Melhor sistema de gestão tributária;
• Melhor sistema de tributos diretos;
• Melhor sistema de tributos indiretos;
• Melhor sistema de preço de transferência;
• Melhor sistema de governança/indicadores.

Contamos com a sua indicação para aprimorar nosso atendimento às suas expectativas! Vote na FH! Não leva mais do que 5 minutos!

Print

Agradecemos sua indicação! Um grande abraço!

Guia GPS: o melhor caminho – Entrevista com a Rádio Justiça

Tire suas dúvidas sobre a Guia GPS e descubra qual é o melhor caminho para automatizar a entrega.
Consultor Tributário Johney Laudelino da Silva da Solução Fiscal GUEPARDO da FH

No dia 26 de maio de 2017, o consultor Johney Laudelino da Silva da Solução Fiscal GUEPARDO da FH, participou de uma entrevista com a Rádio Justiça sobre a GUIA GPS e esclareceu todas as dúvidas sobre o controle automatizado das informações e as operações dos contribuintes com a GPS. Dentre todos os desafios, destacou:

“O melhor caminho é sempre automatizar alguns processos por meio de soluções fiscais aptas a trabalharem pelo bem da instituição onde está instalada, a serviço dos usuários, facilitando os processos e fazendo com que os profissionais consigam dispor de mais tempo para aprimorar outras habilidades e técnicas. Com isso, a organização empresarial otimizará recursos internos e elevará as entregas a um nível maior de excelência, sem medo ou receio dos governos Federal, Estadual e Municipal.”

Quer saber mais sobre a Guia GPS? Clique abaixo e confira!
Guia GPS: o melhor caminho – Entrevista com a Rádio Justiça

FH recebe selo SAP Recognized Expertise em SAP S/4HANA

Procurando um parceiro SAP com experiência reconhecida?

FH, além de ser a empresa parceira reconhecida como a melhor pela própria SAP nas categorias SAP S/4HANA e SAP Hybris, acaba de receber no o selo SAP Recognized Expertise in SAP S/4HANA!

O SAP Recognized Expertise in SAP S/4HANA é a garantia das competências da companhia em conseguir realizar a arquitetura de um projeto de ERP no Core Digital SAP, bem como integrar a estratégia dos novos conceitos de engajamento dos clientes por meio da plataforma SAP Hybris.

A FH é a única empresa da América Latina a ter o reconhecimento do Recognize Expertise para as plataformas SAP S/4HANA e SAP Hybris e para obter este selo, precisou comprovar sua especialização, nível de qualidade de projetos já implementados e atender a uma série de requisitos rigorosos solicitados pela SAP. Agora, a FH destaca-se ainda mais no mercado e comprova a sua expertise como a melhor opção em soluções ERP.

Administre seu negócio de maneira dinâmica, eficiente e simplificada! Conecte todos os processos, forneça informações e insights e integre sua empresa ao mundo digital. Surpreenda-se com o que há de melhor, escolha a FH!

FH é destaque no Portal Diário Indústria & Comércio

fh-guepardo-fiscal-fisco-sped-ecf-ecd-efd-prazo-reinf-efdreinf-mensageria-sap-retencoes-contribuicoes-cprb-R1000-R1010-R2010-R2020-R2030-R2040-R2050-R2060-R2070(13)

A FH é destaque no Portal Diário Indústria & Comércio com o evento Road Show EFD-Reinf GUEPARDO!

As exigências do Fisco quanto à apuração e entrega das obrigações trazem constantes desafios e dúvidas para os profissionais da área tributária. Diante disso, a FH promove no dia 1° de junho (quinta-feira) um road show sobre a EFD-Reinf.

Durante o evento, que é gratuito, o gerente de produto da Solução Fiscal GUEPARDO da FH, Marcelo Passaglia, o especialista em negócios – Pesquisa e Desenvolvimento, Juarez Mata, e o Pré-vendas da FH, Calixto Herkert, esclarecerão as dúvidas sobre o novo desafio do SPED, a EFD-Reinf, criada com o intuito de abranger informações referentes ao Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial).

Além de Curitiba, ainda serão feitos outros encontros sobre o mesmo tema em diferentes regiões do Brasil: Rio de Janeiro (8 de junho), Porto Alegre (13 de junho), Joinville (22 de junho), Brasília (29 de junho) e Belo Horizonte (13 de julho).

Fonte: IC News

FH convida para o BR Week 2017

Em parceria com a SAP, a FH participa nos dias 27 e 28 de junho, no Hotel Transamérica, em São Paulo, do BR Week 2017 – Brazilian Retail Week.

O BR Week é a maior reunião multissetorial de varejistas do país. Nenhum outro evento reúne – em quantidade, qualidade e importância – maior número de lideranças e executivos de alto nível do setor mais vibrante do mercado nacional.

A edição do evento de 2017 contará com keynotes internacionais somados aos grandes inovadores nacionais, ofertas diversificadas de conteúdo, sessões de startups, gincana de universitários e cases que chacoalham o velho paradigma do varejo.

Assista o vídeo e fique por dentro de tudo que irá acontecer no maior congresso de varejo do Brasil!

 

 

Descubra o que o SAP Hybris pode proporcionar para o seu negócio

A jornada de compra dos consumidores está mudando a todo momento. Cada vez mais conectados e informados, eles migram rapidamente de um canal para outro na incansável busca pela melhor experiência de compra.

Engajar os clientes, inovar a maneira de fazer negócios e promover experiências únicas e relevantes em todos os pontos de contato, são diferencias que toda empresa procura.

Com a FH e o SAP Hybris, tudo isso é possível! Aumente o marketshare, conquiste novos consumidores e eleve a satisfação do cliente. Com interações relevantes, personalizadas, o consumidor pode ter uma experiência única e omnichannel a qualquer hora, em qualquer lugar e em qualquer canal.

Surpreenda-se com todos os benefícios do SAP Hybris!

Nosso especialista, André Reis, preparou um vídeo para você conhecer todas as vantagens que a transformação digital pode proporcionar ao seu negócio! Não perca!

Clique na imagem abaixo e confira o vídeo na íntegra!

 

EFD REINF GUEPARDO – A conquista do compliance contábil fiscal

Dentre todas as novidades da EFD Reinf, esta é a primeira obrigação acessória SPED de abrangência geral e a segunda no aspecto tecnológico (a primeira foi a EFD Financeiras) a trabalhar com arquivos XML e mensageria. Além disso, quem está envolvido no gerenciamento da área de recebimento fiscal deve ter atenção redobrada, pois está encarregado de registrar as notas fiscais de serviços tomados, considerando todas as exigências previstas na legislação, tais como redução de base de cálculo de INSS definida em contrato, identificação dos prestadores que possuem CNO, além do processo mais comum que é efetuar ou não a retenção de INSS, IRRF e PCC, conforme legislação de cada imposto além de considerar suas particularidades e fatos geradores.

Por isso, fica evidente a importância para as empresas estabelecerem um alinhamento com seus prestadores antes de efetuar a contratação de serviços. Estes aspectos quando não cuidados, atrasam não só o registro como também o pagamento da mesma, podendo gerar impasse processual e financeiro entre as partes, que pode conduzir a um desgaste de imagem e parceria entre as empresas.

Outra informação de suma importância, que deverá ser controlada pelo tomador de serviço, é sobre a existência de processos judiciais dos prestadores de serviços, que assegurem a não retenção em decisão judicial/administrativa, sendo ainda necessário o acompanhamento da validade dos mesmos. Por essa razão, a conformidade na apuração de retidos e no gerenciamento do processo de recebimento fiscal são os fatores cruciais para evitar multas e constantes retificações na geração correta das informações declaradas da EFD Reinf.

Expertise tributária com a velocidade HANA e certificada para SAP ECC, SAP TDF e SAP S/4HANA

Junto com a solução fiscal que mais cresce no mercado, prepare-se para a entrega deste novo módulo do SPED e surpreenda-se com todos os benefícios que o compliance contábil fiscal pode proporcionar ao seu negócio!

• Cálculo de impostos e conciliação em tempo real;
Mensageria;
• Controle de retificações;
• Compliance com as informações fiscais e contábeis registradas no ERP.
• Entrega completa das informações exigidas pela obrigação;
• Módulo integrado de cadastro de processos judiciais;
• Todas as apurações necessárias:
– Retenções previdenciárias – serviços tomados e prestados;
– Comercialização de produção rural;
– Retenções na fonte;
– CPRB.

O GUEPARDO prepara os dados para serem consumidos por meio da plataforma de mensageria CAMALEO, que recebe os dados da EFD Reinf GUEPARDO, faz a transmissão e recuperação de informações na WEB, de acordo com este fluxo:

fh-guepardo-fiscal-camaleo-mensageria-fisco-sped-ecf-ecd-efd-prazo-reinf-efdreinf-mensageria-sap-retencoes-contribuicoes-cprb-R1000-R1010-R2010-R2020-R2030-R2040-R2050-R2060-R2070

Entre em contato com o nosso time de especialistas pelo e-mail guepardo@fh.com.br ou pelo telefone +55 (41) 3593-3224 e solicite uma proposta agora mesmo!